domingo, 21 de dezembro de 2014

Quando eu curar a mim mesmo, trarei paz ao mundo




Quando olhamos para o mundo, às vezes vemos muitas coisas que queremos mudar. É frustrante nos sentirmos tão impotentes quando nos defrontamos com problemas aparentemente irreversíveis: a mudança climática, a guerra, a fome. Alguns de nós lutamos para defender as causas em que acreditamos. Outros optamos por seguir em frente com nossas vidas, resignados diante da impossibilidade de fazer uma diferença real. No entanto, há uma maneira que todos nós podemos contribuir para transformar o mundo em que vivemos: através da nossa própria transformação.

Quando mudo a minha percepção, algo incrível acontece: o mundo muda. Na realidade nós não percebemos o quão poderosos somos; a nossa percepção cria a nossa realidade. Se estamos sempre nos enfocando naquilo que percebemos como ruim: medo, falta e separação, é isso que vamos ver. Quando começamos a nos focar na apreciação, nos tornamos mais conscientes dos presentes incríveis que a vida nos traz a cada momento. Isto não quer dizer que temos que negar os desafios que temos pela frente, apenas significa que nos foquemos em valorizar o que temos, e ao fazer isso, trazemos mais amor em nossas vidas.

A medida que a nossa consciência se expande, é natural se tornar cada vez mais cuidadoso com o meio ambiente. Quando experimentamos a consciência de vítima, nos sentimos separados de todo o mundo; sentimos falta e, por isso, tentamos tirar o máximo que podemos. Mas quando percebemos a união, temos uma experiência de abundância, e, naturalmente, começamos a apreciar tudo o que nos rodeia. Quando a nossa percepção muda, a dos outros também muda, e todos os comportamentos baseados na separação se dissolvem. Nós não temos que fazer nada para que isso aconteça, basta curar a nós mesmos.

Quer fazer a diferença? Mude a si mesmo. Quer ver mais alegria, paz e amor no mundo? Encontre maneiras de dar mais disso em sua vida. Aquilo em que nos focamos cresce. Vamos escolher nos focar no amor.

Isha
**********
Relacionamento mútuo entre os individuais
          O individual consegue se expressar quando se distinguir dos outros, mas não basta apenas se distinguir Se não houver relacionamento mútuo entre aqueles que se tornaram distintos, é impossível obter o reconhecimento do outro. Então, aquele que se tornou distinto não poderá concluir a sua expressão.

E como é possível haver o relacionamento entre dois seres individuais? Se aquele e este forem totalmente distintos, é impossível haver relacionamento mútuo. Os seres individuais podem se relacionar mutuamente porque originariamente são um só ser...
Será? Pense nisto!
Tais

2 comentários:

  1. Guilherme Fernandes S. Silva22 de dezembro de 2014 12:18

    Excelente reflexão

    ResponderExcluir
  2. Nossa...muito boa esta matéria! Obrigada Tais pelas maravilhas que você nos proporcionou neste ano de 2014. O que mais gosto é que no domingo de manha, sei que posso abrir meu computador e encontrar sempre um excelente texto seu! Obrigada

    ResponderExcluir