segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Você consegue sobreviver à tempestade



Você consegue sobreviver à tempestade
"Existem vários métodos simples para cuidar das emoções intensas. Um deles é a respiração abdominal. Quando forem tomados por uma forte emoção, como o medo ou a raiva, levem a atenção para o abdômen. Permanecer no nível do intelecto é perigoso, porque as emoções intensas são como uma tempestade, e ficar no meio de uma tormenta é  muito arriscado. No entanto, é isso que quase todos nós fazemos quando remoemos os problemas e sofrimentos na mente, deixando que os sentimentos nos esmaguem. Em vez disso, temos que nos estabilizar levando a atenção pra baixo. Focalizem a região do ventre e pratiquem a respiração consciente, dedicando integralmente sua atenção ao subir e descer o abdômen. Podemos fazer essa respiração sentados ou deitados.
Quando olhamos pra uma árvore durante uma tempestade, vemos que o topo da árvore é extremamente instável e vulnerável. O vento pode quebrar a qualquer momento os galhos altos. Mas quando examinamos o tronco, nossa impressão é diferente. Percebemos que a árvore é bem sólida e imóvel, e sabemos que ela conseguirá resistir à tempestade. Nós somos como a árvore. Nossa cabeça é como o topo da árvore e, por isso, durante a tempestade de  uma forte emoção, temos que levar a atenção para o nível do umbigo e começar a praticar a respiração consciente, concentrando-nos exclusivamente na respiração e no subir e descer do abdômen. Trata-se de uma prática muito importante porque ela nos ajuda a ver que, embora uma emoção possa ser muito intensa, ela fica conosco durante algum tempo e depois vai embora. As emoções não duram para sempre. Tenha certeza: se você se exercitar nessa prática nos momentos difíceis, você sobreviverá à tempestade.
Você precisa estar consciente de que sua emoção é apenas uma emoção. Ela vem, fica com você algum tempo e depois vai embora. Por que alguém deveria morrer por causa de uma emoção? Você é mais que suas emoções. É muito importante se lembrar disso. Durante uma crise, quando você inspirar e expirar, permaneça consciente de que a emoção ira embora se você continuar a praticar. Depois de ter êxito algumas vezes, você passará a confiar em si mesmo e na prática. Não vamos nos deixar dominar pelos nossos pensamentos e sentimentos. Vamos levar a atenção para o abdômen e inspirar e expirar. Não tenha medo e repita pra si que a tempestade irá embora.”

Este texto foi transcrito do livro “Aprendendo a Lidar com RAIVA. Sabedoria Para a Paz Interior” - Thich Natt Hanh
Ele é um monge Budista e indica em seu livro, maneiras muito simples de lidar com a Raiva.
A primeira vez que o li, senti vergonha por não praticar algo tão simples e de tanta eficiência. Ele me tocou profundamente e passei para as práticas indicadas. Elas foram e estao sendo de grande auxílio para mim.
Fiz muitas indicações à clientes e amigos e todos, sem exceção, ficaram da mesma forma encantados com o livro. Recomendo.
A edição está esgotada mas poderá ser encontrado no seguinte endereço:
 www.estantevirtual.com.br  Este é um sebo virtual com cadastrados no Brasil todo. Ja comprei muito livros e sempre obtive ótima resposta. São rápidos, seguro e o transporte é via correios com taxas pequenas.
Carinho aos leitores
Tais

7 comentários:

  1. Maria Bernadete Luz Russiano28 de novembro de 2011 09:07

    Concordo, porem é uma forma de colocar-mos para fora o que sentimos... se bem elaborada, a raiva pode se transformar em crescimento emocional e fazer-nos virar a pg.
    Bernadete

    ResponderExcluir
  2. Muito bom... Achei fantastica a comparação de nossa cabeça com uma arvore diante das emoçoes...Realmente, nosso corpo pode nos dar o equilibrio. Um abraço e obrigado!

    ResponderExcluir
  3. É isso aí prima...inspirar e expirar! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Maria Elisabete Marco30 de novembro de 2011 09:01

    Tais primeiro que bonita foto. y con a raiva eu so conheço um jeito olhar para ela, relaxar y tomar cha de hortelã. um beijo grande amiga

    ResponderExcluir
  5. Lucia Ferreira de Mello ‎30 de novembro de 2011 23:12

    ‎...só caminhando e pensando ...esse lugar é ideal ...bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi; nossa, sua mensagem veio bem a calhar, realmente, as vezes só o que precisamos é de uma respiração profunda... Por medo de decpcioná-los ou simplesmente desagradá-los acabo deixando de arriscar mais para tentar conquistar coisas que desejo e acredito, e fora que em finais de ano acabamos ficando mais sensíveis e pensativos... Bj* boa semana!

    ResponderExcluir