domingo, 8 de junho de 2014

Realizações pendentes em nossa vida. Por que elas existem?

 Esta semana dediquei-me à leitura de um livro chamado Ciência da Oração (Masaharu Tanigushi), que foi baseado em um material científico escrito por Stella Terril Mann (Mude sua Vida Através da Oração), considerada fundadora de uma organização religiosa que faz parte da Associação Unity dos Estados Unidos.
A base de todas as afirmações que ela faz é: "Reconcilia-te com todas as coisas do céu e da terra". Isso naturalmente é muito grande e profundo. Somente com a prática e a compreensão é que se pode incorporar esta Verdade em nossa vida. 

Interessante porque nas Constelações Sistêmicas Familiares, este princípio é altamente aplicável, uma vez que a inclusão de todos os excluídos do sistema familiar restabelece o vínculo o equilíbrio e a  ordem (Hellinger Sciencia).
Estes são princípios que funcionam baseados nas Ordens do Amor determinarão se as ligações entre as pessoas do sistema familiar se farão harmônicas ou não, e apontarão para consequências de liberação ou emaranhamentos.
Sei que este conteúdo é um tanto complexo para quem nunca experienciou a Terapia das Constelações Familiares, estão farei aqui uma explicação básica.
Na semana passada transcrevi , da autora do livro Constelações com Bonecos (Marusa H. G. Gonçaves - Ed Juruá), capítulo com explicações sobre a multigeracionalidade 
Na transmissão da história da família, ocorre uma identificação entre seus membros que é estabelecida nas conexões do amor, onde os membros desta não se diferenciam de seus ancestrais e vivem as histórias como se fossem delas próprias. "Os componentes da família atual se misturam desordenadamente em suas identidades com as histórias das pessoas que ja viveram"(Constelações com Bonecos - pag 58).

Mas voltando a Ciencia da Oração onde deixa-se muito claro que todas as pessoas nascem sobre a superfície terrestre com uma missão, pergunto: como alguém que vive a história de um antepassado pode ser feliz?? ?????? 

Convém ressaltar também que muitas correntes da filosofia, da psicologia, da psiquiatria comentam sobre esta afirmativa de que todos temos um verdadeiro desejo interior, e que quando não o sintonizamos, resta apenas a desorganização interna e a briga do ego com a nossa essência para ver quem se estabelece . Para mim, aí reside a maioria das infelicidades... 
O inconsciente mantém guardado muitas informações e comandam nossas vidas sem que o percebamos. Através de uma busca detalhada de seu histórico (método da Sra Mann) ela investiga detalhadamente todo histórico educacional, escolar, cultural que recebemos desde a infância. No histórico emocional ela investiga profundamente sobre o ódio, medo, frustrações, desejos e ambições que se sentiu e sente.
Através desta análise naturalmente ela não consegue libertar as pessoas de suas agruras. Precisa ir direcionando os sofrimentos para a rota correta, através da oração. E, analisando a história pessoal escrita por elas mesmas, descobre qual é a direção adequada para elas seguirem avante.
Então, por exemplo, uma raiva em relação a um chefe pode remeter para a mágoa que se tem do pai, ou contra si mesmo com motivos absolutamente imperceptíveis ao cliente. Esta situação pode ser resolvida de várias maneiras: em consultório de psicologia, de psiquiatria, sessões em clínicas filosóficas, constelações familiares, orações etc...

O mais importante e nos conscientizarmos que para tudo há uma solução boa e realizadora. Aí me pergunto: quantos têm realmente esta busca e querem pagar o preço da mudança?

Uma coisa é certa, quando desaparece o apego, o ódio de si mesmo(a) - naturalmente inconsciente, encoberto...- a pessoa recupera o sentimento de auto-estima e passa também a respeitar o próximo. Com isso não há como não chegarmos à nossa Verdadeira Missão, àquilo a que viemos neste mundo.

Em todo caso, quando oramos por algo ( segundo Sra Mann) e não conseguimos obtê-lo, significa que isso não é verdadeiramente o nosso desejo sincero. Portanto, devemos refletir "Para que queremos isso?" e, se na parte mais profunda desse "para que" houver um desejo verdadeiro, devemos abandonar o desejo falso e orar a Deus por esse desejo sincero, acreditando que ele já se realizou.

Tudo que necessitamos já existe no Universo, e, se sintonizarmos e tivermos fé, agradecendo (antes da concretização), isso se realizará indubitavelmente. O Universo conspira sempre a favor... 
Minha intenção ao escrever estas palavras é de promover uma "luz no fim do túnel" àqueles que estão desesperançados com suas realizações. Saiba que tudo é possível para aquele que crê!
Uma semana maravilhosa, observando em seu dia a dia os momentos bons que com certeza, são sempre maiores do que os ruins.
Tais

Obs: segue vídeo de Bert Hellinger acerca das Constelações Familiares, muito esclarecedora.

https://www.youtube.com/watch?v=u9JuXhZS3Ng#t=562


2 comentários:

  1. Cleia Mara Perez9 de junho de 2014 14:09

    Tão importante quanto a solução que existe para tudo, é nossa atitude quanto ao que definimos como problema... Muita gratidão pelo rico conteúdo...

    ResponderExcluir